Home»Pelo Brasil»Santa Catarina»Penha (Beto Carrero)»Beto Carrero: Roteiro de 5 dias no Maior Parque da América Latina

Beto Carrero: Roteiro de 5 dias no Maior Parque da América Latina

0
Shares
Pinterest Google+

UM POUCO SOBRE O BETO CARRERO

Beto Carrero: Roteiro de 5 dias no Maior Parque da América Latina

Situado na cidade de Penha, em Santa Catarina, o Beto Carrero World está aberto a quase 30 anos. Considerado o maior parque temático da America Latina, foi idealizado depois que Beto Carrero voltou de uma viagem a Disney decidido em construir um parque nesses moldes no Brasil. Dividido em várias áreas temáticas e ocupando uma área de 14 milhões de metros quadrados, o Beto Carrero World oferece dezenas de atrações para todos os gostos e idades. Para quem já foi a Disney, não é a mesma coisa, até porque nenhum outro que eu conheço se iguala a magia da Disney. Além do mais, Penha não é Orlando. Entretanto, nada disso impede que a família toda se divirta muito e aproveite tudo que o Beto Carrero World tem a oferecer.

Como sempre sugerimos no blog, nunca deixe para comprar ingressos no momento, evitando assim filas e perda de tempo. O blog, em parceria com a empresa Civitatis (Site) disponibiliza ingressos, passeios e excursões que você pode comprar antecipadamente. Caso esteja em Florianópolis e não tenha alugado carro, a Civitatis tem essa excursão disponível. Compare preços e veja se vale a pena.

ONDE FICAR

Ficamos na Pousada Bernúncia, localizada a 200 metro da Praia Grande e a aproximadamente 3 Kms do Beto Carrero World. Quartos bem aconchegantes e atendimento muito atencioso e prestativo. Café-da-manhã muito bom, e ainda oferecem um chá-da-tarde, que é ótimo depois do retorno do parque.  Parar o carro na porta foi bem tranqüilo e a pousada também empresta cadeiras de praia e guarda sol. Quarto bem limpo (desde que você peça para limpar) e espaçoso. Em geral muito bom. Como crítica, fechamos um quarto para três, entretanto não colocaram uma cama para o Enzo, e sim um colchão no chão.

Se precisar fechar hotel para sua viagem ao Beto Carrero, confira a tarifa da Pousada Bernúncia e de outras dezenas de hotéis no Booking.com. Pesquise e veja se vale a pena fechar por lá. Abaixo segue alguns exemplos de hotéis bem avaliados (acima de 8.5) por viajantes.

BETO CARRERO

DIA 1 / 2 / 4  (Beto Carrero)

A primeira pergunta que se faz sobre o Beto Carreto é quantos dias vale a pena ir ao parque. A maioria das pessoas acreditam que dois dias são suficiente, já que as filas podem ser grandes e demoradas, principalmente na alta temporada. Nós decidimos ir 3 dias, primeiro porque não queríamos fazer as coisas correndo, já que o Enzo só tem 2 anos e tudo é mais devagar do que o normal; segundo porque o passaporte para 3 dias é quase o mesmo valor do que para dois dias (diferença de R$35,00) e terceiro porque a ideia de ir ao parque surgiu do Enzo adorar Hot Wheels e agente querer ir várias vezes ao show. Entretanto, é mais do que plausível fazer tudo em 2 dias.

Outra pergunta importante é se vale a pena comprar o Fast Pass e o Acesso Garantido. Tudo depende do tempo e do número de dias que você tem disponível para ir ao parque. No nosso caso, como fomos por 3 dias, não achamos que o Fast Pass valeria a pena, mas caso vá durante 1 dia somente, o Fast Pass é uma boa opção, apesar do valor não ser tao baixo (R$84,00). Por não conhecermos o parque, acabamos comprando o Acesso Garantido (R$88,00) para os 4 shows. Não acho que valeu a pena; compraria o Acesso Garantido somente para o Hot Wheels Epic Show (R$25,00), pois é o único que fica completamente lotado, ao ponto de não termos conseguido entrar durante um dos dias em que fomos e ter de assistir de dentro do restaurante. O resto foi bem tranqüilo. A vantagem do acesso garantido é que você senta nos melhores lugares, mas novamente, acho que não valeu a pena comprar para os 4; alguns dos shows tinham vários lugares vazios.

Dividido em várias áreas temáticas, o parque conta com dezenas de atrações para todas as idades. Entre as imperdíveis estão a Montanha-Russa Firewhip, a Ferrovia Dinomagic, o Madagascar Crazy River, a Big Tower (caso tenha coragem) e definitivamente os shows. O Beto Carrero conta com 4 shows, sendo eles o Hot Wheels Epic Show, Acqua, Madagascar e o Sonho do Cowboy. Imperdíveis, principalmente o Hot Wheels Epic Show e o Madagascar. Ao fim do dia também acontece o Natal do Shrek. Para as crianças menores não deixe de ir na Raskapuska, na Montanha-Russa Dum-Dum, no Zoológico e nas fotos com os personagens.

O Beto Carreto definitivamente nos surpreendeu positivamente em muitos aspectos, mas se tem uma coisa que ficamos desapontados foi a alimentação, principalmente o péssimo restaurante do Hot Wheels. Pagar R$29,00 no combo do Cheddar Burger, ou R$46,00 no executivo de carne não foi o problema; o problema foi esperar quase 1 hora na fila para uma comida horrorosa. Nem a batatinha salvou. Outro que a comida nos decepcionou foi no show Excalibur (R$75,00). O show foi muito bom, vale totalmente o ingresso. Entretanto, a comida (tirando o frango que estavam bem gostosos) o resto estava bem ruim, principalmente a carne.

No último dia achamos talvez o único restaurante que nos agradou, o Anjos a Gula. Comida Italiana bem simples, mas bem gostosa. Por R$41,00 você tem direito a um prato de macarrão (6 opções) e um filé de frango ou almôndegas. Ainda te servem um pãozinho bem gostoso pra acompanhar. Outro lugar bem gostosos de ir é no Palácio dos Sorvetes. Sorveteria estilo americana. Foi parada obrigatória para o Enzo durante os 3 dias.

O parque conta também com vários opcionais, como por exemplo pista de kart, passeio de helicóptero, passeio em carros esportivos, entre outros.

DIA 3 (Praia Bacia da Vovó / Jantar no Restaurante Casa Ibérica)

Muitas das praias em Penhas são improprias para banho. Depois de algumas pesquisas com nosso hotel e na internet decidimos ir para a praia Bacia da Vovó. As dezenas de árvores em sua orla e a sombra que elas proporcionam fazem dessa praia um lugar perfeito para um dia tão quente quanto ao que fomos, principalmente se você tem criança como nós. Convém chegar cedo, pois as sombras são bem disputadas, principalmente na alta temporada.

O mar não é tão agitado, mas não tão calmo igual alguns sites disseram, principalmente para crianças pequenas. Além disso, a vegetação ao redor da praia faz dessa uma das mais belas praias de Penha também. Em termos de comodidade, vimos um estacionamento pago, além de um food-truck servindo um ótimo pastel. Mas não vimos banheiro na área em que estávamos.

Fomos embora da praia no fim da tarde. Passamos para um banho na pousada e direto para um ótimo jantar no Restaurante Casa Ibérica, bem perto da pousada.

O Restaurante Casa Ibérica (TripAdvisor 5*) foi uma grata surpresa na nossa viagem. Depois de comer mal no Beto Carreto durante dias, nada como um delicioso jantar. Especializado nas cozinhas Espanhola e Argentina, o restaurante tem como destaque suas paellas e seus cortes argentinos, além de cervejas artesanais para acompanhar o jantar.

Fomos de Paella Valenciana (R$140,00 para duas pessoas e R$250,00 para quatro pessoas) acompanhada de Batatas Bravas (R$16,00). A paella estava deliciosa, além de muito bem servida e com abundância de frutos de mar. Mesma coisa com as batatas, estavam ótimas. Sem contar o atendimento, que também foi excepcional.

Não é um restaurante barato, mas dentro da possibilidade, não deixe de ir, pois foi disparado nosso preferido da viagem.

DIA 5 (Praia Grande / Almoço na Petisqueira do Élio)

Era nosso último dia e teríamos somente a parte da manhã para aproveitar. Dentro das possibilidades de praias próprias para banho, fomos para a mais perto possível da pousada, que era a Praia Grande.

Praia bem aberta, com o mar bem agitado (alguns pontos até não apropriados para nadar). Fomos bem cedo e ficamos até a hora do almoço. Para quem quer sossego é ótima pois estava bem vazia durante todo o tempo. Não é um bom lugar para levar crianças devido ao mar mais agitado, mas dentro da nossa possibilidade de horários foi bom ter ido a praia para despedir.

No caminho de volta a pousada, paramos para comer na Petisqueira do Élio (TripAdvisor 4,5*) perto da Pousada. Restaurante super simples, comida caseira mesmo, mas os frutos do mar estavam muito frescos. Durante nossa refeição, vimos peixes e camarões chegando dos pescadores do dia. Preço super em conta também. Pedimos o Camarão no Palito (R$30,00) e um Filéde Pescada na Chapa (R$40,00).

 

No Comment

Leave a reply