Home»Pelo Mundo»Europa»Óbidos: Roteiro de 1/2 dia. O que fazer?

Óbidos: Roteiro de 1/2 dia. O que fazer?

0
Shares
Pinterest Google+

Óbidos

Onde ficar?

Não ficamos em Óbidos, e a não ser que fique na Pousada do Castelo, sinceramente não sei se vale a pena, pois algumas horas são mais do que suficiente para conhecer a vila. Ficamos no Ibis Jose Malhoa em Lisboa.

Abaixo segue algumas opções de hotéis em Lisboa, ou visite o site do Booking.com para conhecer todas as opções.

Dicas de Óbidos

  • A famosa vila de Óbidos é uma das mais bonitas e preservadas vilas de Portugal. Ideal para um bate e volta de Lisboa, Óbidos pode ser visitada em algumas horas, o que te proporciona a oportunidade de visitar outros lugares no mesmo dia.
  •  Entre suas principais atrações estão o Castelo (que hoje virou um hotel/restaurante) e suas igrejas. Entretanto o melhor de Óbidos é andar por suas ruelas e por sua muralha, que te proporciona lindas vistas da pequena vila.
  • Como sempre sugerimos no blog, nunca deixe para comprar ingressos no momento, evitando assim filas e perda de tempo. O blog, em parceria com algumas empresas, disponibiliza a opção de compra antecipada de vários ingressos e excursões. Confira alguns exemplos.

Roteiro da Viagem

O que fazer em Queluz?

  • Dia 1 (Óbidos / Almoço no Adega do Ramada)

Óbidos (2018)

Dia 1

Saímos de Lisboa bem cedo. A viagem de carro leva em torno de 50 minutos a 1 hora. Se não for o seu caso, você pode usar o transporte publico ou se preferir, ir de excursão (Get Your Guide) (Tiqets). Não deixe para chegar tarde, pois Óbidos lota praticamente todo dia.

Paramos o carro no estacionamento ao lado do Centro de Informações Turísticas, onde entramos para saber das principais atrações da vila, além de pegar um mapa.

Não existe um roteiro específico; o mais interessante de Óbidos é andar por suas ruelas sem direção, desfrutando de sua história e de sua beleza arquitetônica e cultural. Além disso, com dezenas de lojinhas dentro da muralha, não deixe de entrar e conhecer um pouco da cultura de Óbidos.

Como dito anteriormente, alguns dos pontos turísticos mais visitados de Óbidos são o Castelo (que hoje virou um hotel/restaurante) e suas igrejas. Entretanto, achamos que o mais interessante seria andar por sua muralha, de onde você tem vistas incríveis de toda a vila, já que consegue contornar praticamente 100% da vila. Imperdível.

A muralha tem em torno de 1,5km, e demora em torno de 1 hora e 1/2 para percorre-la. Não recomendado para quem não gosta de altura, e também tome cuidado com crianças, pois não tem cerca de proteção. Em alguns pontos o caminho pode ficar apertado, até pela quantidade de pessoas que andam pela muralha.

No nosso caso, entramos pela Porta da Senhora da Piedade, pegamos a rua principal e andamos até o castelo, de onde acessamos a muralha. Demos a volta completa e descemos da muralha novamente perto do castelo.

Depois que descemos da muralha, andamos mais um pouco pelas ruelas da vila até achar um restaurante. Almoçamos no Adega do Ramada, em uma das ruelas dentro da muralha. Restaurante bem pequeno e simples, mas delicioso. Diferente das maioria dos lugares que comemos bacalhau em Portugal, esse restaurante grelha o seu em uma churrasqueira. O bacalhau (24,95 Euros) estava muito bom, com aquele crosta com sabor de carvão. Um dos melhores que já comemos em nossas viagens a Portugal. O cardápio falava que era para duas pessoas, mas sinceramente, dava para 4. O bacalhau era gigante e vinha com batatas e brócolis.

Como disse antes, uma manhã é mais do que suficiente para a visita; a não ser que queira passar a noite lá. Como queríamos visitar o Palácio Nacional de Queluz, fomos embora bem depois do almoço.

Antes de sair, não deixe de provar a famosa Ginjinha, de preferência dentro do copinho de chocolate, como diz a tradição.

 

No Comment

Leave a reply